1 de maio de 2010

História ainda sem nome de uma menina chamada Melissa! :)

O vento bate na árvore, as flores caem e fazem festa com o vestido da menina. A mãe chama:
-Melissa! Vamos logo, é hora de ir para a escola!

Hora, hora. A menina nem sabe ao certo o que é "hora" e tem que ir pra escola aprender números, soma, escrever o bê-a-bá. Obrigação chata!
Por que ela não pode ficar serelepiando embaixo da árvore, que quando o vento bate faz cair as flores que fazem festa com o vestido da menina?
- Vamos logo mocinha, mais cinco minutos e você não consegue chegar a tempo!

Tempo. Como o tempo é chato com Melissa! Com cara de emburrada, ela pega a sua mochilinha, e o lanchinho preparado pela mãe com carinho, todos os dias...
O que será que mamãe preparou hoje para mim? Espero que seja uma coisa bem gostosa!- e guarda também o seu lacinho de amarrar o cabelo na sua mochila vermelha.
-Tchau, mamãe!
Um beijo na buchecha, e a preocupação rotineira a faz falar:
-Cuidado hem, filhinha? Vá pelo caminho da padaria, não fale com estranhos, não...
-Não atravesse a rua sem olhar para os dois lados... eu já sei de tudo isso mamãe! Tchau!

Essa menina... mal entrou pra escolinha e acha que é gente grande!- a mãe se diverte com o pensamento, e ri.
Menina esperta essa, com milhões de ideias intrigantes em sua cabecinha a cada passo que dá.

Um gatinho branco passa correndo assustado lá bem longe.
Por que será que o gatinho está assustado? Ah... ele tem sete vidas, não é mesmo? Ouvi essa conversa de sete vidas com os meninos lá da escola, na hora do recreio. Será que é verdade?

Ela passa agora pela padaria.
-Oi Melissa! Tudo bem minha queridinha? Corra, o sinal da sua escolinha vai soar agorinha mesmo!
- Oi dona Maria! Tudo bem, sim! Hoje eu me atrasei porque estava brincando lá no balanço embaixo da árvore... nem vi o tempo passar!

Dona Maria é encantada com o encanto de Melissa.
-Então vá, o tempo não perdoa nosso atraso! Na volta passe aqui porque tenho uma surpresa pra você!
- Tá bom, dona Maria! A senhora me deixou curiosa!
-Vá Melissa, vá!- e fica olhando a menininha se apressar.

Dessa vez ela correu, e ficou cansada. Só parou quando chegou na porta, bateu e pediu licença para entrar em sua sala de aula. Ainda bem que a professora é uma moça muito boazinha!
- De novo atrasada, dona Melissa? O que aconteceu dessa vez?
-É que no meio do caminho eu tive que amarrar meu sapatinho, que tinha desamarrado, e a senhora sabe... não sou muito boa em amarrar meu sapatinho, e...
-Tudo bem Melissa, tudo bem- a professora, no fundo, achava graça das desculpinhas esfarrapadas da aluninha- Agora sente-se, porque vou começar nossa aula!

Foi o que ela fez, satisfeira por achar que a professora tinha acreditado.


[continua...]

4 comentários:

  1. Liih s2, quero ver a continuaçãããão, ta ficando lindo

    ResponderExcluir
  2. Ahhhhhhh *.* Obrigadaa!
    Mas quem é você...?

    ResponderExcluir
  3. Quem sou eu? poxa é tao obvio, Lih

    ResponderExcluir
  4. há, agora eu sei quem é você. hahaha' :P

    ResponderExcluir